sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Ano Novo...

Sempre quando chega essa data agente se pega dizendo que o ano voou ou  que ele passou rápido demais, e é verdade, a correria toma conta de nós e os dias passam depressa, mas nessa época o mundo desacelera, as ruas ficam quase desertas, o trânsito migra para o litoral, e a esperança reina.
Todos fazem uma fézinha, fazem planos pro novo ano e acreditam.
E eu não fujo ao de costume, estou aqui pra renovar as esperanças junto com o ano que se renova.
Quero agradecer pelo meu ano: pela minha família, meus amigos e minha carreira que está se formando, Quanto ao amor, eu queria que 2012 me apresentasse ele, e já que eu tenho um péssimo gosto amoroso, que o cara errado se torne o correto.

Quando eu lhe dizia:
"Eu me apaixono todo dia
E é sempre a pessoa errada."
Você sorriu e disse:
"Eu gosto de você também."    Renato Russo

Feliz 2012 meus amores!!!

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Fones de ouvido

Ela entrou no ônibus e sentou-se no ultimo banco antes da porta, sentou-se foi apenas modo de dizer, já que ela estava tão feliz que seu corpo escorregava pelo banco e ela nem percebia, quando suas pernas já não tinham mais espaço a percorrer, ela suspirou...
Quando ela estava feliz os cabelos ficavam soltos, seus olhos tinham um brilho especial e a cor se destacava, e naquele dia ela estava feliz, ela pegou a bolsa colorida e tentou encontrar o celular e os fones de ouvido, colocou na rádio e foi trocando as estações sem prestar muita atenção, até que ouviu uma música conhecida e parou, ela tinha mania de pensar que as músicas eram feitas pra ela, porque não existia outra maneira para que elas fossem tão perfeitas:
“Você vive inventando maneira
De
dizer sempre não pra dizer que me quer
Tá fazendo
uma grande besteira
Desistir
sem saber sem tentar sem viver”
Ela apenas riu e destacou ainda mais aqueles olhos, que agora se tornaram pequenos e espremidos no meio daquela felicidade e pensou alto...È você que morre de medo de se apaixonar por mim.

Imagem: weheartit

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Fazendo as malas

Hoje eu comecei a fazer minha mala pra 2012...
Tenho muitas coisas e pouco espaço, pouco tempo também....
 Já não sei se aquele amor me faz bem, as vezes acho que ele me aperta, as vezes acho ele simples demais e as vezes acho estampado demais, já não sei se vale a pena carregá-lo;
Já não sei mais sobre aquele amigo, tem horas que eu gosto e acho q veste bem, mas tem horas que eu me sinto enganada com aquele tecido, com aquela cor, com aquele caimento, tem horas que eu não acredito que o comprei;
Já não sei sobre aqueles sapatos e roupas que só uso de vez em quando;
A verdade é que eu não sei se vale à pena carregar pessoas que trazem consigo o peso de uma desilusão, o peso da ingratidão e o peso da falta de caráter.
Apenas tenho certeza do que não pode faltar, aqueles que uso sempre, amo e tenho certeza que sempre me caem bem e ressaltam minhas partes boas, o resto... qualquer coisa eu largo pelo caminho se a bagagem estiver muito pesada.

Imagem: weheartit

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Despedida

Não sou muito boa com despedidas... resumidamente eu choro.
Não sou muito boa em dizer adeus, pensar que estou deixando um pouquinho da minha história e dos meus amigos.
Eu penso nas coisas boas: nos sorrisos compartilhados, nas besteiras que falamos, na cumplicidade e no ombro amigo, alegria de conhecê-los e tristeza de deixá-los, antítese de sentimentos que se funde nas minhas companheiras translúcidas e salgadas.
Nunca vou esquecer de vocês...
Daquele desastrado que sempre faz sujeira na minha mesa;
Daquela que tem um jeito marrento, mas que é só pra meter banca, no fundo, ela é carinhosa e atenciosa, e o jeito marrento?! Esse ela transforma em força pra defender e proteger as pessoas que ela ama;
Daquele que me fala sempre sobre tecnologia, me ensina códigos de html e me dá sempre saudações corinthianas;
Daquele que sempre lê meu blog, roqueiro que tem um coração mole, mole;
Daquela que é a mãezona, que vive protegendo, ensinando e dando bronca, mas acima de tudo sendo amiga;
Daquela que sempre quer te levar pro mau caminho, que sempre tem uma festinha;
Daquela que conta da faculdade, ou Daquela que conta como era a faculdade e o que aprontava;
Daquela que fala sobre cabelos, mais precisamente sobre essa nossa vida de loirice;
Daquela que fala sobre família, que mostra as fotos do marido e dos filhos;
Daquela que sempre tem um doce pra compartilhar;
Daquelas e daqueles que mesmo a vida sendo um eterno vai e vem de pessoas, eu sempre vou levar, pois tem gente que chega pra ficar.
 “Que nossas despedidas sejam um eterno reencontro”


Imagem: weheartit

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

O Leão

“O espetáculo começa em 5 minutos...”
A moça de salto alto andava com dificuldade sobre o chão de terra e se apressava pra chegar ao seu lugar, onde seu namorado aguardava com um saco pipoca;
O pai tentava achar uma posição confortável naquela arquibancada sem apoio para as costas, e dizia pra mulher que devia ter ficado em casa pra ver o jogo;
A mãe olhava preocupada para frente do palco e tentava avistar seus filhos, os filhos por sua vez, quase não se lembravam que tinham mãe, corriam de um lado para o outro e experimentavam aquela sensação de liberdade;
“O Show vai começar...
Hoje tem Marmelada? Tem sim senhor! Hoje tem goiabada? Tem sim senhor...”
Enquanto todos se ajeitavam para ver o espetáculo, ele estava ali, preso e desmoralizado, seus tempos de rei haviam ido embora, e agora sua jaula era seu palácio, seus olhos tristes e caídos invejavam a liberdade dos que estavam sentados, mas ele preferia pensar que eram eles que estavam presos, mas nem sempre sua justificativa surtia efeito, na maioria das vezes, os olhos caídos retornavam.
Agora, estava quase na hora do seu show, os malabaristas e palhaços já haviam se apresentado e era hora do gran finale; a hora chegou, ele tremeu as patas...
“E agora com vocês... O domador e o Leão”.
Por alguns instantes o Leão se sentiu novamente como um rei, o público ovacionava, e ele passeava perto da platéia, até ouvir o chicote, que avisava que era hora do rugido.
A moça com o namorado, o pai, a mãe e as crianças se pasmam com tamanha força, e a criança pergunta o que todos gostariam de saber:
”-Como eles fazem um Leão tão grande ficar preso?”
“-Boa pergunta, Talvez ele não saiba a força que tem...”.

Solte as suas correntes, abra a sua jaula, você só está preso porque ainda não enxergou a sua grandeza!



Imagem:Imotion
 

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Compre um sapato!

Se você chegou até aqui achando que meu texto terá as tendências de sapatos para 2012,você errou, se achou que ele traz alguma propaganda, pelo verbo no imperativo usado no título, também errou, e se na última das tentativas achou que meu texto é sobre alguma notícia, mais uma vez errou; E por mais que meu título seja sugestivo eu novamente vou falar de Amor.
O fim de ano vai se aproximando e ao mesmo tempo em que o cansaço vai chegando a esperança também chega, como dizia Drummond " Doze meses dão para qualquer ser humano se cansar e entregar os pontos. Aí entra o milagre da renovação e tudo começa outra vez, com outro número e outra vontade de acreditar que daqui pra diante vai ser diferente."
Um sapato...essa foi a pista que levou o príncipe a encontrar a Cinderela e garantir o felizes pra sempre, também são os sapatos que para a garota certa que podem sinalizar o amor, em “Sex in the City” as garotas vivem com o lema “a girl’s right to shoes”.
Eu prefiro pensar que as coisas não aconteceram porque ainda não provei o sapato certo, É por isso que em vez de pendurar os sapatinho junto a chaminé, vou comprar sapatos, vou usá-los e deixá-los bem perto dos pés, e cada vez mais perto de serem “the right shoes”.

Imagem: weheartit


Como começa uma amizade?

Como começa uma amizade? Todos os dias cruzamos com milhares de pessoas e o que faz uma dessas pessoas se tornar especial?
Eu sempre me faço essas perguntas nos meus dias de crise existencial, ou naqueles que fico pensando na origem das coisas, e de jornalista é um pulo pra me pegar analisando as pessoas, e pensando nos “porquês da vida” quase como uma psicóloga.
Nossos olhos muitas vezes desacreditam das pessoas, eles são superficiais, mas os ouvidos são ótimos conselheiros e sempre aconselham os olhos a parar e ver o que ele enxerga com o som.
Quando eu o conheci meus olhos desacreditaram daquele menino do carimbo, o que meus olhos enxergavam não era nada de mais, era um garoto como outro qualquer que usava óculos, aparelho e namorava há um bom tempo.
Já os meus ouvidos... Quiseram ouvir um pouco mais, e as palavras ditas logo se tornaram palavras escritas, e foi nessa hora que os olhos tiveram que se abrir pra ver o menino do carimbo se apresentar novamente, agora os olhos estavam curiosos pra ler e descobrir mais: sobre a sua vida, a sua engenharia, a sua família e sobre seus sonhos...Ah os sonhos, eu encontrei um amigo pra partilhá-los, aqueles mais malucos como andar de balão, viajar pelo mundo e escrever a experiência em um blog.
Eu encontrei um amigo pra me levar pro Mc e me deixar desesperada achando que ele não sabe voltar pra casa,
Um amigo que eu consigo adivinhar a cara que ele faz, com cada mensagem que ele escreve,
Um amigo que me pede ajuda em equações integrais e que sempre diz que os caras que eu fico são tcholinhas.
Menino do carimbo... Era um garoto comum, aos olhos nus ninguém reparava suas diferenças, mas com os olhos fechados talvez fosse mais fácil, pois o essencial é invisível aos olhos.

domingo, 20 de novembro de 2011

Paciência

A vida anda tão corrida, que eu já não tenho tempo pros meus dilemas bobos, ultimamente tudo tem sido tão sério, que não há espaço pras brincadeiras, pras risadas ou pra se perder num simples sorriso.
Agora tudo pede um pouco mais de calma, Até quando o corpo pede um pouco mais de alma, mas a vida não para...
Enquanto o tempo acelera e pede pressa
Pressa pro trabalho, pra faculdade, pra família, pro amor... mas que amor? Talvez a falta dele consuma muito mais tempo de mim
E enquanto a minha alma grita desesperada: Será que temos esse tempo para perder?
O mundo espera de nós um pouco mais de paciência...

Imagem: weheartit
 Obs:Trechos em negrito da música: Paciência do cantor e compositor Lenine

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Friends

Quando agente é criança tudo é mais fácil, inclusive fazer amigos, acabamos de nos conhecer, uma vai chegando perto da outra e ai de repente uma diz: “quer ser minha amiga?”.Então agente cresce e amigo torna-se um adjetivo usado para todos até mesmo para os colegas.
Quando você chegou, as coisas tomaram um rumo diferente, eu ainda não sabia, mas estava conhecendo a minha melhor amiga, acho que de certa forma nossos olhares se fizeram criança outra vez e nós compartilhamos do mesmo pedido: “Quer ser minha amiga?”
A resposta para a pergunta você já deve saber né. Nossa amizade crescia a cada dia, a convivência me trouxe a felicidade de presenciar cenas sem iguais, como quando você resolvia começar a cantar sertanejo de raiz e de repente a sala inteira ficava quieta, ou quando agente tinha alguma atividade em dupla e nosso olhar uma pra outra era inevitável, ou quando sentávamos juntas na aula de matemática pra fofocar, e as nossas provas em dupla, dou risada só de falar, como agente conseguia rir tanto em um momento tão sério. A verdade é que qualquer coisa vivida ao seu lado se tornava mais fácil e menos dolorida, com a sua risada e seu jeito bobo de fazer graça.
Depois de alguns anos com você, eu aprendi que para ser amigo não é preciso gostar das mesmas coisas. (Ainda bem porque eu nuca vou gostar de nhoque e  suco de limão)
Aprendi que amigo ri, chora e também oferece o colo. (Eu até perdi as contas de quantas vezes chorei no seu colo, ou de quantas vezes as minhas lágrimas não chegavam a escorrer sobre o meu rosto, suas mãos estavam ali para enxugar cada uma delas)
Aprendi que amigo corrigi e briga se for necessário, mas sempre pensando no bem do outro.
Aprendi a amar uma menina que adora caixas mais do que os presentes que estão dentro, que é louca por sapos de pelúcia, que quer roubar todos os bebês que vê pelo caminho, que se olha no espelho e sempre briga com quem está ao seu lado por não ter avisado que seu cabelo estava “bagunçado”, que é sempre indecisa na hora de comprar presentes e que não suporta que os abram na sua frente, que não gosta de festas que sejam pra ela, e nunca quer ser o centro das atenções. A verdade é que eu aprendi tanta coisa com você, incorporei um pouco do seu jeito e deixei um pouco do meu com você, e agora eu não sei ser eu sem você, estamos misturadas de um jeito que não dá pra separar.
Sabe que eu sempre achei que estaria do seu lado quando fizesse 18 anos, desculpe não estar ai, mas eu prometo compensar no sábado, parabéns amiga, tudo de bom pra você e saiba que eu te amo FOREVER.



terça-feira, 15 de novembro de 2011

Clichê

Eu quero apenas seu sorriso
Quero o toque das nossas mãos
Sentir seu abraço, e me aconchegar no seu colo
Imagem: weheartit
E depois disso agente pensa nos clichês sobre o amor

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Choveu

Existem dias em que você acorda e sente cheiro de terra, pensa que a chuva deve estar se aproximando, e ai surge o sol, você sorri, e acredita, mas nunca, nunca mesmo se sabe o que os ventos podem trazer antes que o dia termine.
Eu sou do tipo de pessoa que vai acumulando as coisas, acho que sou daquelas que enquanto a chuva está fininha e fraca não abre o guarda-chuva, só que quando a chuva engrossa, assim de repente eu tenho que correr pra não me encharcar, e nem sempre isso funciona, na maioria das vezes abrir o guarda chuva já não é a melhor opção.
Eu queria entender porque que o destino apronta dessas com agente, porque ele inventa de querer fazer as coisas funcionarem depois que você já perdeu as esperanças, e ai você fica toda contente, achando que bons ventos estão chegando, mas depois descobre que era apenas o destino fazendo mal criação, sabe aquele vento que você sentiu, leve e suave, ele se transforma em uma ventania muito forte e ai chove... chove em meio a todo aquele calor e aquele céu azul, e depois que chove, tudo fica cinza.
Imagem: weheartit
Quando a chuva termina você percebe o estrago que ela fez, há sujeira por toda parte e as pessoas te julgam e questionam o porquê de você não deixar a casa limpa; A verdade é que nem sempre é tão fácil deixar a casa limpa, nem sempre é tão fácil deixar tudo brilhando sabendo que seus hospedes vão entrar com os pés cheios de lama, nem sempre é tão fácil persistir quando você sabe que logo a chuva vai voltar e seu trabalho será em vão.

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Cócegas

Cócegas...Eu não costumo sentir cócegas, acho que deve ser trauma, quando eu era pequena meus tios judiavam muito de mim, faziam tantas cócegas que até perdia a graça, era quase uma tortura, eu aprendi a lidar com isso, e é quase impossível arrancar uma gargalhada minha partindo de cócegas, mas existe um tipo delas que eu não consigo controlar, essas eu deixo escapar quando estou triste, quando dói bem no fundo, quando bate a saudade, quando as desculpas não bastam, essas sim, continuam judiando e torturando, sabe é aquela cosquinha que agente sente no nariz e sobe com muita rapidez até os olhos e antes que você perceba, as lágrimas escorrem.

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Amigo

Hoje eu lembrei de você lendo um texto sobre amigos homens, meus olhos encheram de lágrima e eu senti uma saudade imensa.
Eu queria entender o porque de morarmos tão perto e não conseguirmos nos ver, lembra que agente prometeu que não se afastaria? Então...não está funcionando.
Eu queria um dia pra gente ouvir música dividindo o fone, você criticar meu gosto musical e tomar o celular da minha mão pra colocar na rádio que você quer,
Queria jogar futebol de mãos dadas e você sair me arrastando pra comemorar o gol,
Queria um dia na biblioteca pra você tentar me explicar matemática, pra eu olhar nos seus olhos depois daquelas explicações cabulosas e dizer que eu não entendi e você me olhar sério e dizer pra eu prestar atenção,
Queria um filme pra gente não assistir, haha, pra gente achar milhões de assuntos mais interessantes,
Queria uma aula de inglês daquelas que agente não fazia nada pra você me chamar pra jogar truco, ou pra me chamar pra te dar sorte,
Queria uma daquelas nossas brigas porque eu sabia que depois faríamos as pazes,
Queria um daqueles dias em que você estava sobrecarregado de trabalhos e que vinha pro meu lado e encostava a cabeça e falava:”Cah, eu não aguento mais...”,
Queria um daqueles dias antes de ter jogo, que eu te pedia pra fazer um gol pra mim, ou aqueles em que o jogo era na escola e você me pedia pra ir ver você jogar.
Queria um daqueles abraços que quase me desmontavam, que você me girava no ar.
Queria você aqui bem perto. Que saudades do meu Muh

Hoje é dia D

“São mitos do calendário tanto o ontem como o agora, e o teu aniversário é um nascer toda a hora…” Era assim que Carlos Drummond de Andrade encarrava a vida, gostava de falar sobre o presente, e neste dia presente completaria hoje 109 anos, E aqui vai a minha singela homenagem pra esse poeta que ranto falou do amor, amor este em todas as formas: saudade, não correspondido, de mãe, de amigo ou de qualquer outro tipo, mas sempre com seu mesmo encanto. Drummond obrigada pelos bons ventos que trouxe para nós.

MÃOS DADAS


Não serei o poeta de um mundo caduco.

Também não cantarei o mundo futuro.
Estou preso à vida e olho meus companheiros.
Estão taciturnos mas nutrem grandes esperanças.
Entre eles, considero a enorme realidade.
O presente é tão grande, não nos afastemos,
Não nos afastemos muito, vamos de mãos dadas.

Não serei o cantor de uma mulher, de uma história,

não direi os suspiros ao anoitecer, a paisagem vista da janela,
não distribuirei entorpecentes ou cartas de suicida,
não fugirei para as ilhas nem serei raptado por serafins.
O tempo é a minha matéria, o tempo presente, os homens presentes,
a vida presente.


quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Recomeços


“Oro.
Por um encontro, um amor,
algumas continuidades e uma rotina
que nunca me tire dessas páginas, nem do sério.
É que depois de algum tempo
você já não sabe se ainda gosta tanto de recomeços.” Priscila Rôde

            Ultimamente as coisas tem andado tão confusas, sempre partilhei da ideia de para um amor dar certo ele não pode ser fácil demais, é natural do ser humano dar mais valor, mais atenção e até mais importância para aquilo que é mais difícil de se conquistar, mas tem dias que você não sabe se gosta tanto de recomeços, não sabe se ainda sustenta toda a sua filosofia de odiar a rotina, de não suportar  sempre ter certeza do que ira acontecer, talvez este seja um dia do contra, um dia em que agente gosta daquilo que nunca gostou.
   Imagem: weheartit
            Difícil... meus dias de ser do contra estão se repetindo com  frequência, talvez seja pelo curso que minha vida tem tomado, os recomeços e fins estão com um intervalo de tempo cada vez menor, a     verdade é que já não sei se aguento mais um sapo pra beijar.


terça-feira, 25 de outubro de 2011

Voltar a ser criança

       Eu me sentia diferente do que eu era da última vez em que estive naquele lugar, agora o meu andar era carregado de responsabilidades, eram tantas coisas pra se pensar que eu acabei deixando alguns amigos de lado, conforme os passos se estendiam meu corpo ia tomando um ar mais leve, as lembranças eram inevitáveis.
      Cada lugar continha suas lembranças especiais: as quadras, as piscinas, o refeitório, a biblioteca, o teatro,as salas de aula, os laboratórios e o bosque.
       A saudade que eu senti daquele tempo foi inestimável, era como se eu desejasse que a vida voltasse alguns anos, era como não querer crescer, coincidência ou não eu caminhava para assistir a peça Peter Pan.
       No início o narrador pediu a todos que voltassem a ser criança durante aquele espetáculo, e voltar a ser criança me lembrou um dos meus autores favoritos Antoine de Saint-Exupéry autor de O Pequeno Príncipe.
       "As pessoas grandes adoram os números. Quando a gente lhes fala de um novo amigo, elas jamais se informam do essencial. Não perguntam nunca: "Qual é o som da sua voz? Quais os brinquedos que prefere? Será que coleciona borboletas?" Mas perguntam: "Qual é sua idade? Quantos irmãos ele tem? Quanto pesa? Quanto ganha seu pai?" Somente então é que elas julgam conhecê-lo. Se dizemos às pessoas grandes: "Vi uma bela casa de tijolos cor-de-rosa, gerânios na janela, pombas no telhado..." elas não conseguem, de modo nenhum, fazer uma idéia da casa. É preciso dizer-lhes: "Vi uma casa de seiscentos contos". Então elas exclamam: "Que beleza!"
Imagem: weheartit
       O grande problema de quando ficamos adultos é que pouco a pouco vamos deixando os amigos de lado, muitos vão se perdendo ao longo dos anos, encontrar vocês acendeu meu lado criança, criança que busca amizade sincera, criança que está aqui para saber o som da sua voz, quais os seus brinquedos preferidos e se você coleciona borboletas, então por favor, não se esqueça de mim, nem de que eu adoro borboletas, principalmente as azuis e as amarelas.

September, 12

September, 12  By Cáh Antunes

         O sábado amanheceu chuvoso e o barulho da chuva me atrapalhava pra dormir, meus dedos dos pés estavam impacientes e já estavam pra fora da coberta afoitos para levantar, o estômago reclamava querendo café da manhã,um pijama branco com babado amarelo com bolinhas brancas e um desenho da minnie, uma blusa de moletom jogada por cima pra cobrir o frio que fazia aquela manhã, cabelo armado e bem preso, olhos pequenos com o efeito que a lente divergente do óculos causava. Era assim que eu me encontrava naquela manhã e era assim que eu pretendia ficar, a conjugação do verbo para a meu sábado era pijamar.
     Imagem: weheartit

Aquela era a roupa mais confortável que eu poderia esperar, e ficar no sofá com minha coberta rosa, era o melhor programa que me aconteceria, não havia ninguém para acalmar a tempestade que acontecia dentro de mim, ninguém que ficaria ali, de graça, deitado ao meu lado escutando os trovões, o barulho da chuva viola o silêncio do pensamento, da lembrança, da doce ignorância em planejar o futuro. Eu tenho medo, porque eu vejo que tem tanta lágrima por dentro, escondida, calada, tímida e um dia chuvoso e frio é tão pouco comparado a tudo que eu esconde atrás de um rosto discretamente limpo e doce.


         Hoje eu estava passeando pelo blog da Cáh Morandi, e este texto me chamou atenção, pela descrição da pessoa que parece muito comigo e também pelo título: “September, 12”, a data do meu aniversário, e o texto acima foi a minha adaptação.

Setember, 12 By Cáh Morandi – Texto Original

Cai uma chuva gelada por trás da vidraça. Os dedos dos pés impacientes dentro da meia de lã, as mãos se aquecendo com a xícara de café, os lábios sendo mordiscados com os dentes, um pijama velho, um moletom jogado em cima, os cabelos bem amarrados, os olhos pequenos e perdidos acompanhando o desenho que água faz no vidro da janela.Não me importo em estar assim despojada, só quero me sentir o máximo bem que puder, embora seja improvável isso acontecer em uma noite de sexta, quando o fim de semana chega e você não tem ninguém. Ninguém que vá te abraçar enquanto a chuva cai lá fora. Ninguém que vá acalmar a tempestade que acontece dentro de você. Ninguém que vá te dar a mão quando você tem tanto receio de estar sozinha. Ninguém que ficaria ali, de graça, deitado ao teu lado escutando os trovões. Por um instante você pensa que isso é tão triste, que isso pode ser tão miserável e o amor parece ser uma esmola que você pede em troca de um sorriso, por mais falso que isso pareça. Frágil, o barulho da chuva viola o silêncio do pensamento, da lembrança, da doce ignorância em planejar o futuro. Você tem medo, porque você vê que tem tanta lágrima por dentro, escondida, calada, tímida e um dia chuvoso e frio é tão pouco comparado a tudo que você esconde atrás de um rosto discretamente limpo e doce.

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Bem me quer?!

Areia do mar...
Aquela bem fininha e seca, mas que no instante seguinte é molhada pela água que vem de uma onda mais forte
Eu já quis que a minha história fosse escrita ali
Na areia do mar, assim bem na beirinha, onde a água vem constantemente e leva tudo o que há,
Onde a água lava e não deixa rastros,
Pra história ficar mais fácil de apagar,
Pra não doer tanto,
Para que os erros não fossem tão carregados desse fardo amargo
Mudar meu jeito talvez fosse bem mais fácil
Mas esse meu jeito parece até que foi esculpido em madeira, e é impossível escrever em sobreposição
A verdade é que eu não consigo sobreviver com a incerteza
Não consigo apenas ignorá-la e seguir minha vida, pra mim reticências são como malqueres e só se finalizam quando a última pétala é arrancada e se tem o veredito: mal me quer ou bem me quer.
  Imagem: weheartit
 
 “Quantas chances desperdicei
Quando o que eu mais queria
Era provar pra todo mundo
Que eu não precisava            
Provar nada pra ninguém.      
Me fiz em  mil pedaços
Pra você juntar
E queria sempre achar
Explicação pro que sentia.” 
Quase sem querer- Legião Urbana
 

 

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

O Mar

O tempo vai passando cada vez mais rápido
Nossas vidas não se cruzam mais
Quem sabe no próximo fim de semana eu resolvo te encontrar
Pra matar a saudade daquele calor e daquela brisa que só você deixa em mim
Pra molhar a pele e trazer à tona as coisas boas
Pra me esvaziar das magoas, dos medos e daquilo que faz mal ao coração
Quero rolar na areia,
Quero construir castelos
Ah... Eu quero tão somente me banhar no mar
Falando assim até parece que anseio a cura pra todos os males
E pensando bem, talvez seja
Ah...O mar
Purifica e restaura a alma
Que vontade de fugir pra te encontrar
Quero matar a saudade de mergulhar no teu ser
Quero afogar as coisas ruins
Quero brincar de nadar, mas no fundo o que anseio é liberdade.

Imagem: weheartit

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Eu sei o que eu quero

Shakespeare me ensinou que não posso exigir o amor de ninguém, posso apenas dar boas razões para que gostem de mim e ter paciência para que a vida faça o resto.
O grande problema é que em relacionamentos as coisas não funcionam pela lógica, dar amor não significa recebê-lo de volta, a verdade é que existem pessoas que por mais que se digam diferentes e especiais estão cobertas por máscaras e uma hora a máscara cai.
E é ai que você se da conta, o que aconteceu no meio de toda essa caminhada? Sei que as coisas não deram certo entre nós, mas usar de ignorância, isso pra mim é apelar, não fora você quem pôs fim aos sentimentos, se é que eles chegaram a existir.
Então não venha me dizer o que será da minha vida sem você, não venha me questionar se eu exagero no carinho, no amor ou no que for, até por que esse carinho exagerado não é pra você, você não tem nada a ver com meu jeito de ser.
Meu caminho pelo mundo eu mesmo traço, não venha me dizer que eu não te mostrei nada de mais, sem essa de que eu tenho que me enxergar e me colocar no meu lugar. Ora, Ora, se enxergue você, descubra quem você é, lobo em pele de cordeiro, não adianta vir com conversa mole, É você quem não tem caráter, é você que não escrúpulos, é você que é egocêntrico, Meu querido, é você quem não sabe amar.
Estão faz o favor, Cuida da sua vida, vê se me era, porque eu sei bem o que quero.

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Olhos de promessas

Era Sexta a noite e o telefone tocou, no meio de todo aquele alvoroço e euforia, eu tentei achar motivos pra ficar feliz em te ver, mas eu sabia o verdadeiro motivo daquela visita, “Talvez quando agente se olhar tudo volte a ser como no primeiro dia” pensei, mas logo descartei a possibilidade e rapidamente voltei ao meu pessimismo.

Eu já sabia que era o fim... meus olhos não brilhavam mais, o frio da barriga desapareceu e agora as coisas pareciam acontecer simplesmente por obrigação, eu disse por e-mail e você negou, eu disse por telefone e você ignorou, e agora eu estava a alguns segundos de te encontrar, eu desci a rampa e você estava lá, eu sorri e você devolveu a gentileza, eu te abracei e você se deixou ser abraçado e nada mais.

Os minutos foram passando e a parte esperada não chegava, caminhamos para o ponto de ônibus e eu simplesmente já não sabia o que pensar.

-Olha pra mim, pedi, esperando que o pedido fosse suficiente pra que ele enxergasse a angustia nos meus olhos e dissesse o que fora pra dizer.

-Estou olhando... é que eu estou chato hoje, eu sou chato, se você achava que eu era um príncipe você estava enganada.

-Eu sabia que não era um príncipe,tentei explicar, mas economizei as palavras, pois no meio do raciocínio percebi que já não importava.

-Eu vim aqui pra esclarecer as coisas, é que eu não quero nada sério, eu me prendi por muito tempo na minha vida, eu não preciso de ninguém, sempre me virei sozinho, afinal sou filho único, eu não vou sentir falta nenhuma de namorada, não preciso de namorada.

-Você não sente falta agora, mas um dia vai sentir, tentei explicar, não que eu quisesse que ele mudasse de opinião por mim, mas sim pelo simples fato de abominar pessoas individualistas e soberbas.

Ele chegou na parte que eu esperara pra ouvir durante toda a noite -Quero ser apenas seu amigo.

-Eu sei, percebi isso durante a semana, eu te disse isso, mas você ignorou.

-Não ignorei, eu não ia falar isso por e-mail ou telefone, eu sou um homem e não um moleque.

-Não foi você quem falou, fui eu, você apenas tinha que concordar. Fiquei parada por algum tempo e tentei descobrir se o fato de falar pessoalmente o tornara mais digno e pra mim não fez diferença.
Tudo o que você disse deste momento pra frente, eu não escutei, toda aquela conversa sobre sermos amigos, sobre o meu comportamento, enfim, não escutei. Nesse momento eu estava pensando o que havia de errado, não fui eu que demonstrei que gostava de você, foi você quem fez, eu apenas entrei no seu jogo, minhas ações foram apenas a reação das que você executou.

“Mas tenho medo do que é novo e tenho medo de viver o que não entendo - quero sempre ter a garantia de pelo menos estar pensando que entendo, não sei me entregar à desorientação.” A filosofia de Clarice Lispector não fez sentido, afinal eu achei que sabia onde estava mas a desorientação tomou conta de mim.

“É bem melhor você parar com essas coisas
De olhar pra mim com olhos de promessas
Depois sorrir como quem nada quer
Você não sabe
Mas é que eu tenho cicatrizes que a vida fez
E tenho medo de fazer planos
De tentar e sofrer outra vez” Carlos Colla e Maurício Duboc

 
Status: Coração fechado pra balanço.

Imagem:weheartit

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

A Primavera Chegou

Sabe, eu adoro a primavera, época em que há crescimento e renovação, época em que o frieza acaba e o solo está pronto para dar lugar as lindas flores que surgem, que a primavera possa trazer muitas coisas boas para cada um de nós, que ela faça a semente daquilo que sonhamos crescer e florescer.
"A primavera chegará, mesmo que ninguém mais saiba seu nome, nem acredite no calendário, nem possua jardim para recebê-la." Cecilia Meireles
Não se pode dizer para a primavera: “tomara que chegue logo e dure bastante”.
Pode-se apenas dizer: “venha, me abençoe com sua esperança, e fique o máximo de tempo que puder”. Paulo Coelho

Primavera 2005
A primavera chegou...
E entre ela as flores que o meu caminho iluminou
Formando um arco-íris de cores
E aumentando os meus amores
O vento que sopra traz a beleza
E a cada flor que desabrocha
Proporciona no peito a certeza
De que o amor também é pureza
Deixamos a cegueira do amor de lado
Para contemplarmos a beleza de um mundo apaixonado.
* Escrevi esse texto na 6ª série

Primavera 2011
A primavera chegou e me trouxe você
Mas eu ainda não sei se você é flor pra iluminar meu caminho, ou vestígio do inverno
As cores, as vezes se confundem, se turvam, chego a crer que meu arco-íris é preto e branco
Meus amores aumentam e os meus temores também
O vento que sopra, traz um vento diferente
As flores ainda não desabrocham, elas são apenas brotos.
Elas já não proporcionam certeza, trazem apenas esperança
De que ainda é possível amar
Deixar a cegueira do amor de lado é necessário, pois só assim é possível
Sonhar com um mundo apaixonado.

Imagem: weheartit

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

...

Eu sempre fiquei em dúvida quanto aos sinais que um homem pode apresentar quando gosta de você. Já gostei de amigos, já vi amigos gostando de mim, resumidamente, já vi o amor acontecer, o problema é que ele acontecia apenas para um lado. Mas o que eu quero dizer com tudo isso é, quando chegar a hora você vai saber, quando seus olhos se cruzarem, eu não tenho dúvida de que você vai saber, como? Isso eu já não sei responder.
Tente explicar como é possível duas pessoas se encontrarem e terem o mesmo pensamento, olhares se cruzarem simultaneamente, depois da primeira fala, tudo parece simplesmente fluir da maneira mais fácil e mais simples, e depois do primeiro beijo, agente não se sente mais como pessoas que se conheceram horas atrás, agente parece intimo, você planeja pra onde iremos no domingo, fala com um tom diferente, brinca com meu cabelo e diz que gostou de mim, e eu responda logo em seguida que também gostei de você, você deixa aparecer seu sorriso e diz Ah é...
Você me abraça e me aperta de um jeito que parece que eu vou desmontar, desce do carro e vai caminhando, mas deixa suas mãos estendidas pra trás a minha espera, você olha nos meus olhos e diz que foi iluminado por estar ao meu lado, eu fico sem graça e faço piada sobre os brilhos da minha sombra que estão espalhados sobre seu rosto.
Você fica sem graça quando eu olho fixamente pro seu rosto, reparo nos seus olhos escuros, nos seus cílios grandes e nas pintinhas do seu pescoço, gosto do seu olhar tímido, gosto de bagunçar seu cabelo, e gosto do jeito que me olha e diz que só me deixa te despentear porque está tarde e já vai dormir.
A verdade é que eu ainda sei tão pouco sobre você, sei que isso parece loucura , eu nem mesmo sei sei qual foi a música que estava tocando no nosso primeiro beijo, apenas sei que o lugar era fresco e tinha muitas árvores e o mais importante, sei que você estava lá, e isso resume bem as coisas.

 Imagem: weheartit

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Anjos

Ela acreditava em anjo e, porque acreditava, eles existiam.” Clarice Lispector
Ele desacelerou um pouco do seu dia e parou para me perguntar como eu estava, sorriu pra mim e disse que não gostava de me ver tristinha, e eu apenas sorri agradecendo. (Johnny)
Eu passei por ela, e somente o meu Oi, foi suficiente pra perceber a tristeza eminente, seus olhinhos pequenos e puxadinhos fixaram-se sobre mim e sua voz soou como música: “ Se quiser conversar, eu estou aqui viu”.(Karina)
Eu cheguei devagar, mexi no seu cabelo e tentei fazer com que ela não enxergasse os meus olhos, e com seu jeito de quem não deixa nada escapar ela falou: “Pode me contar agora o que aconteceu”(Cíntia)
Ele esqueceu da sua dor pra pensar um pouco na minha, pediu pra eu me cuidar e disse que se eu precisasse que não exitasse em lhe chamar. (Sebastian)
Ele estendeu as mãos pra mim num sinal pra que eu me levantasse para cumprimentá-lo, o seu abraço me acolheu e eu lhe disse: “estava mesmo precisando de um abraço, agora chega se não eu vou chorar.” (Bruno)
Ela me olhou com aqueles olhos grandes e seu sorriso contagiante, encostou a cabeça sobre meus ombros e disse: "Quero ver você feliz".(Amanda)
Ela nem mesmo sabia sobre o que falávamos, mas estendeu a sua mão pra mim e disse: “ o que aconteceu Cáh?”, dava pra ver a preocupação no fundo daqueles olhos azuis. (Maria)
Ela reclinou sua cabeça pra trás, me olhou no fundo dos olhos e disse: “Chorar é bom Ami”, e com sua extrema doçura, sorriu me pedindo pra compartilhar o meu problema.(Raíssa)
Você me ofereceu seu ombro e suas mãos pra me confortar, nem mesmo quis saber o porque da tristeza, mas deixou claro em sua feição que logo iria passar. (Nícolas)
Você me ouviu e me deu seus conselhos, foi bom compartilhar as minhas dúvidas. (Hugo)
Este texto vai para todos os anjos que cuidam de mim dia após dia. Muito Obrigada a cada um de vocês.

Imagem: weheartit

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Seus Olhos...

Machado de Assis sabia mais do que qualquer um os segredos e mistérios que os olhos podem guardar, aqueles olhos de cigana oblíqua e dissimulada são instigantes até hoje,olhos profundos e inexplicáveis, diferentes conforme as circunstâncias.
Os olhos são a primeira coisa que eu reparo, Sei que “O amor não se vê com os olhos mas com o coração.” William Shakespeare, mas pra mim, o olhar transborda, o olhar entrega, o olhar é incherido, o olhar é malandro, o olhar é o canal pra refletir o amor.
E os seus olhos,
Ah...
Que cor é aquela?
Verde? Castanho?
Não sei identificar a cor dos seus olhos,
Mas sei que poderia ficar muito tempo só observando
Me perder no tempo tentando descobrir
E no fim perceber que posso ver o meu rosto, assim bem pequeno, refletir nos seus olhos,
E a cor? Qual é?
É verdade, eu estava mesmo a falar da cor dos olhos,
Olha eu aqui com os meus próprios olhos a me entregar,
Acho que a cor é...
Cor de grama verdinha, daquelas pra deitar e observar o céu e as estrelas,
Cor de água de rio, que trás o reflexo das árvores que o cercam,
Cor de kiwi, dos bem docinhos e que escorre o caldinho pela boca,
Cor de pena de pavão, aquele mistura perfeita de azul, verde e marrom,
Cor de bala de menta, que refresca só de olhar,
Cor de esmeralda, raro de encontrar,
Cor de trevos com qualquer número de folhas,
Cor de relva salpicada de pontinhos amarelos das margaridas que fiz malmequeres,
Cor de mar das ilhas paradisíacas,
A verdade é que... Dessa cor que eu não sei explicar e desse jeito que eu não sei esconder “Também acho uma delícia quando você esquece os olhos em cima dos meus.”Chico Buarque 

Imagem: weheartit

domingo, 4 de setembro de 2011

Quis evitar seus olhos

Eu sou do tipo de pessoa que gosta de coisas simples, bem simples, e é com esse mesmo título que o "Roupa Nova" tem uma música que em um dos trechos diz "Eu pensei te dizer, tantas coisas, mas pra que se eu tenho a música".
E por isso que  hoje eu espero que a música diga por mim o que eu ainda não consegui dizer.

Um certo Alguém
Lulu Santos
" Quis evitar
Teus olhos
Mas não pude reagir
Fico à vontade então
Acho que é bobagem
A mania de fingir
Negando a intenção

Quando um certo alguém
Cruzou o teu caminho
E te mudou a direção

Chego a ficar sem jeito
Mas não deixo de seguir
A tua aparição

Quando um certo alguém
Desperta o sentimento
É melhor não resistir
E se entregar

Me dê a mão
Vem ser a minha estrela
Complicação
Tão fácil de entender
Vamos dançar
Luzir a madrugada
Inspiração
Pra tudo o que eu viver

Quando um certo alguém
Desperta o sentimento
É melhor não resistir
E se entregar ".

Imagem: weheartit

"As oportunidades são como o nascer do sol, se você esperar demais, vai perdê-las."

William Arthur Ward

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Medo

Sabe aquela sensação de querer muito algo e quando consegue não sabe como agir, eu sinto isso, sou do tipo que deseja tanto uma coisa e quando ela acontece eu perco o chão, não é que eu não acredite, não tenha fé, ou qualquer definição que você queira atribuir para isso, mas acho que na hora que realmente importa eu fico incrédula.

A verdade é que eu tenho medo, eu finjo não possuir esse sentimento, as vezes minto pra mim mesmo e me digo corajosa, isso não é de todo uma mentira, mas quando se trata do amor, eu tenho medo, muito medo.

Tenho medo de me entregar, de me atirar sem saber onde vai parar, tenho medo de dizer eu te amo, tenho medo até mesmo de estender minha mão e você não aceitar.

Mas com você...Sei lá o que me da, eu me sinto segura, uma força me empurra e diz: Vai, e eu vou sem me preocupar com o final. Quero ser feliz e tem que ser agora! Não quero mais ter  medo de  me acostumar com a felicidade e  por medo de não ser amada, deixar de amar. Eu quero você, aqui e agora.

"Os barcos estarão seguros se permancerem no cais, porém, eles não foram feitos para isso”

 Imagem: weheartit

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Um conselho pra você

Você ainda  lembra do seu primeiro beijo? Lembra do frio que sentia na bariga só de pensar em encontrar com ele, lembra do entusiasmo para o fim de semana, da ansiedade para simplesmente ouvir aquela  voz? Se estes sintomas já acabaram no seu relacionamento, e vocês parecem muito mais amigos do que  namorados, então este texto é pra você.
Não se preocupe, você não é a única a constatar o desaparecimento dos sintomas, ou melhor, talvez deva se preocupar,segundo especialistas o amor costuma durar no máximo três ou quatro anos, ou até que apareça outra pessoa para despertar uma paixão ainda maior. A única coisa que permanece, e quando permanece, é o afeto entre os pares depois deste tempo. Uma das explicações para o fato é  que as pessoas entram e saem desse estado de paixão porque o cérebro não poderia resistir à tanto desgaste e  caso se mantivesse assim constantemente deixaria a pessoa louca.
Bom, ai vai o conselho de uma boba que não entende nada sobre o amor, mas que ainda espera encontrar alguém pra lhe provar que ele existe. Depois de tanto tempo de relacionamento o casal fica tão acomodado em dizer eu te amo, que nem mesmo para pra pensar se aquilo é verdade, a  ação  está condicionada a rotina, o mais correto seria dizer “eu te amo agora", porque dizer "eu te amo muito" dá a ideia de que o compromisso não vai acabar.
Com o passar do tempo, os defeitos tornam-se cada vez mais perceptíveis, este é o motivo pelo qual muitos relacionamentos acabam, este é o momento no qual toda a ilusão sobre o comportamento da pessoa amada já foi embora, é preciso pesar os defeitos e  as qualidades. É preciso pesar o amor, talvez essa seja a primeira medida a ser tomada, descobrir se o amor ainda existe guiará os seus próximos passos, e se a resposta for sim, então você é capaz de  fazer ele crescer outra vez, voltar a fazer aquelas besteiras de gente apaixonada: reparar no sorriso, no olhar, num simples toque das mãos e voltar a dizer eu amo, com seu verdadeiro significado, ou na pior das hipóteses meu bem, a fila andou. 

                                                              Imagem: weheartit

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Viva agora!


“Hoje aqui não importa pra onde vamos
Vivo agora, não tenho outros planos
É tão fácil viver sonhando
Enquanto isso a vida vai passando”

Eu sempre quis adotar esse refrão pra minha vida, viver sem pensar no amanhã, viver intensamente, mas eu nunca consegui, sempre que as coisas davam errado eu pensava, de agora em diante vai ser um dia de cada vez, um passo atrás do outro sem pensar em futuro, o presente é uma dádiva então vamos aproveitar.

O hoje estava perfeito, pra hoje , você era tudo que eu queria, e mesmo assim agente marcou pra amanhã, um cinema, um barzinho, um passeio qualquer, marcamos tantos que até esquecemos, perdemos a conta, esquecemos de nossa filosofia do hoje.

E depois que esquecemos, ai fica fácil prever, agente fica ansiosa pra que ele ligue, ansiosa pro próximo encontro, pra conhecer sua família, pras surpresas, pro seu sorriso, pro seu perfume, ansiosa simplesmente pra vê-lo.

E quem de nós sabe o melhor jeito de viver a vida? Agente vive cada situação uma única vez, sem ter a chance de experimentar no modo “viva o hoje” e no modo “viva e pense no futuro”, pra falar a verdade o primeiro modo vai te dar uma adrenalina fortíssima, frio na barriga é pouco, já o segundo é é um nível com mais segurança e estabilidade.

O que você prefere? Perder o fôlego e não saber quando vai retomá-lo, ou ter o total controle de sua respiração...

Seja como for, Escolha Viver!

“Este instante tal qual é
Vivo aqui e seja o que Deus quiser”

Trecho da Música: Amanhã Não Se Sabe- LS Jack/ Composição: Sérgio Britto

domingo, 21 de agosto de 2011

Talvez

Talvez...
Talvez se você tivesse aparecido eu não pensasse tantas besteiras
Talvez eu tivesse acreditado em você
Talvez ouvíssemos nossa música
Talvez me levasse pra casa
Talvez bebêssemos e falássemos sobre nós
Talvez brigássemos
Talvez tudo terminasse no silêncio de um beijo
 Talvez terminasse com o vento sobrando em nossos ouvidos que talvez nunca terminasse.

sábado, 20 de agosto de 2011

O tempo não para

Em um dia qualquer ele não acordou na hora certa,
O atraso se tornou contínuo durante meses,
Quando se deu conta, chegou atrasado em sua vida,
Não conheceu seus grandes amigos,
Não encontrou o amor da sua vida,
E não achou o emprego dos seus sonhos,
Adiantou o relógio para compensar o tempo perdido,
Quando voltou ao colégio esperando encontrar grandes amigos, conseguiu apenas brigas, suas ideias tinham um tempo muito diferente.
Quando pensou ter encontrado seu grande amor, ele estava jovem demais, e apenas queria somar corações partidos.
Quando pensou estar no tempo certo para sua profissão, ela era cheia de preceitos e clichês.
Ele tentou prever o futuro, descobrir em qual rua iria encontrar um amor, em qual esquina conheceria seus amigos e qual seria o cruzamento que o deixaria feliz em sua carreira.
Ele se distraiu tentando controlar o tempo,usou as mãos como uma ampulheta, e assim quis ditar a velocidade com que o tempo passa, deixou escorrer a areia por entre os dedos e descobriu que o tempo não para.

Imagem: weheartit

domingo, 14 de agosto de 2011

Só você Pai

Hoje, especialmente hoje, meu dia só me lembrou você
Só você pra me acordar com o toque do violão;
Só você pra me fazer rir mesmo quando estou chorando;
Só você pra me consolar quando algo dá errado;
Só você pra me sujar toda e me derrubar na areia molhada da praia;
Só você pra me fazer ser perseguida por uma vaca;
Só você pra me molhar de mangueira quando agente lava o carro;
Só você pra rir dos meus tombos;
Só você pra adorar meu bolo de chocolate;
Só você pra me amar incondicionalmente;
Só você pra ser meu melhor amigo;
Só você... ser pai é simplesmente ser você, só você.
TE AMO!
 


sábado, 6 de agosto de 2011

Happy Ending

Eu queria um amor simples,
Daqueles pra caminhar na praia, rolar na areia e ver o pôr-do-sol
Daqueles que quando a tarde cai é hora de passear ao luar
Daqueles que quando o tempo vira, é hora de se beijar na chuva
Daqueles que sempre parece a primeira vez
Daqueles de perder o sono e fazer o coração desparar
É pensando bem, não é tão simples assim
Meu final feliz ainda não chegou e eu não passo de uma abóbora, sem carruagem e sem felizes para sempre na cena final.
Dizem que o amor verdadeiro te encontra no final, que o importante não é ser o primeiro e sim o último, quem sabe essa seja uma boa teoria, o problema é que o homem ama, porque o amor é a essência de sua alma, e a vida seria vaga em viver e amar esperando ser o fim, já que o amor sempre se renova, pois é tão bom morrer de amor e continuar vivendo.

quinta-feira, 28 de julho de 2011

Não há você sem mim

Eu vivo dizendo pra ele
Que isso nunca vai acontecer
Mas meu coração insiste em amar

Eu já parei de sonhar
Não queria mais acreditar
Só não entendo porque
Toda vez que desisto de você

Você vem pra perto
Fica do meu lado
Faz meu coração acelerar, e eu volto a amar

Eu já nem sei se isso da pra explicar
Quem sabe estamos pretesdinado a amar?
E como diria o poeta Vinícius
Viver sem ter amor não é viver
Não há você sem mim, eu não existo sem você.


quarta-feira, 27 de julho de 2011

O cérebro humano

O cérebro humano é deveras complicado, o  lado esquerdo é responsável pelo pensamento lógico e competência comunicativa, enquanto o lado direito, é responsável pelo pensamento simbólico e criatividade, o hemisfério esquerdo controla o lado direito do corpo, e o hemisférios direito controla o lado esquerdo do corpo.
Depois de ficar sabendo que cada lado do cérebro controla o lado oposto, fiquei pensando se isso fazia algum sentido.
 O meu melhor lado é o direito responsável pelo pensamento simbólico e criatividade,  assim meu melhor lado seria o esquerdo, de certa forma faz sentido, já machuquei meu pé direito, meus dedos da mão direita, já me arranhei, derrubei óleo, mas por outro lado, minhas lentes esquerdas sempre acabam antes que as direitas, sempre derrubo ou rasgo antes que as do lado oposto, não sei se essa teoria não se aplica a mim, ou se meus dois lados são ruins, ou até mesmo se sou desastrada demais.
E pra vocês isso funciona? 

terça-feira, 26 de julho de 2011

Um mundo ideal feito só pra você

Hoje eu resolvi escrever juntando duas paixões: cinema e coisas de criança, decidi falar sobre um filme que eu adoro: Aladdin.
O filme da Disney é um conto das mil e uma noites, a história do jovem órfão, um ladrãozinho de rua que se apaixona pela princesa Jasmine, só que o garoto é enganado por um velho que é na verdade é Jafar, o vizir do reino, que manda Alladin ir buscar uma lâmpada mágica que contêm um gênio e que realizará três desejos, sendo que na realidade Jafar quer o poder do gênio para si.
Eu adoro essa história, gosto dessa magia que envolve gênios, tapetes mágicos, lâmpadas, desejos e amor.
Acho emocionante esse descobrimento, não só pelo amor da princesa Jasmine, mas o descobrimento de si próprio,ser rico era um dos atributos necessários para ficar com a princesa, mas ele perde a riqueza e fica com ela justamente como ele é.
Eu não estou alheia a realidade, sei que a vida não é nenhum filme, sei que existem muitas dificuldades, mas quero que este texto passe a  vontade de sonhar, acreditar  e ser você mesmo, seja você o seu próprio gênio pra realizar os seus três desejos.
Veja como este mundo é belo,deixe seu coração mandar
Só por um dia não tenha ninguém pra te dizer o que fazer
Experimente um mundo novo...
Um mundo ideal feito só pra você
“Eu sonho, confronto os meus sonhos com as minhas crenças, ouso correr riscos e ponho em prática minha visão para que esses sonhos se tornem realidade”
                                                                                                                                          Walt Disney

domingo, 24 de julho de 2011

Shakespeare hoje e sempre

Existe uma visão oriental que define que o homem projeta suas carências no amor, para Platão o desejo está à origem da amizade e do amor e é sempre expressão de uma carência, sendo assim não é somente na Física que a lei dos opostos se atraírem funciona.
O ser humano possui uma tendência a amar alguém com gostos e manias totalmente contrarias, para que assim se sinta completo; A emoção e desejo se tornam maiores quando se envolvem por aquilo que é mais difícil de acontecer, pelo desafio, é só pensar que o maior clássico da literatura inglesa e do teatro é Romeu e Julieta:
“Duas casas, iguais em dignidade - na formosa Verona vos dirão - reativaram antiga inimizade, manchando mãos fraternas sangue irmão. Do fatal seio desses dois rivais um par nasceu de amantes desditosos” William Shakespeare, trecho do livro Romeu e Julieta.
Um livro de 1582, achou antiquado? O filme “Cartas para Julieta” também é uma ótima pedida, mas ainda continuamos com um clássico de Shakespeare lindo e super atual.
"Duvides que as estrelas sejam fogo, duvides que o sol se mova, duvides que a
verdade seja mentira, mas não duvides jamais de que te amo."  William
Shakespeare, trecho do filme Cartas para Julieta.